Open/Close Menu Pediatria e medicina intensiva

Férias são períodos ideais para relaxar e curtir com a família. Seja em casa ou em uma viagem, o importante é viver momentos que sejam agradáveis para todos – adultos e crianças. E, para garantir a diversão e a tranquilidade, um bom planejamento é essencial. Por isso, confira algumas dicas que irão te ajudar a garantir férias sem sustos. ☺

VIAGEM DE CARRO 🚙

  • No carro, nunca dispense o uso dos equipamentos de segurança: bebê conforto, cadeirinha, assento de elevação ou cinto de segurança;
  • Crianças devem ser transportadas em equipamentos de retenção veicular até os sete anos e meio de idade ou até atingirem 1,45 m de altura. Após isso, devem ser transportadas no banco traseiro do veículo até os dez anos de idade;
  • Antes de viajar, além da revisão no veículo, verifique a instalação do bebê conforto, cadeirinha ou assento de elevação;
  • Atenção com a mudança de rotina para evitar esquecer a criança sozinha dentro do carro. Uma dica para prevenir esse acidente é deixar no chão do banco traseiro algo que você precisará em sua parada – bolsa, almoço, mochila da academia ou maleta;
  • Sempre verifique se todas as crianças deixaram o veículo quando chegar ao seu destino. Supervisione também as crianças que estiverem dormindo;

VIAGEM DE ÔNIBUS OU AVIÃO 🚌✈

  • No ônibus e no avião, não é obrigatório o uso da cadeirinha, mas algumas companhias oferecem um cinto de segurança especial para crianças de colo, que se prende no cinto do adulto. Não é recomendado prender a criança no mesmo cinto do adulto, pois em caso de desaceleração, ela pode ser esmagada pelo peso de seu corpo;
  • Durante a viagem, tome muito cuidado com bebidas e comidas quentes que são servidas em avião e ônibus. Qualquer turbulência ou freada mais brusca pode derramar o alimento sobre a criança e causar queimaduras.

HOTEIS E POUSADAS ☺

  • Antes de alugar um quarto, informe-se sobre as condições de segurança desses ambientes e se eles estão preparados para receber crianças;
  • Crianças menores de seis anos não devem dormir na parte superior de beliches. Caso a criança seja muito pequena e o estabelecimento não forneça berço, verifique se é disponibilizada grade de proteção para camas convencionais;
  • Verifique se há redes ou grades de proteção nas janelas e varanda do quarto. Se não houver, certifique-se que elas possam ser trancadas;
  • Se houve piscina, certifique-se de que ela seja cercada, para impedir o acesso das crianças desacompanhadas. Nunca deixe a criança brincar perto da piscina sem supervisão;
  • Pergunte se os ralos da piscina possuem sistema anti-aprisionamento e se há salva-vidas no local;
  • O colete salva-vidas é o equipamento mais seguro para evitar afogamentos. Boias e outros objetos infláveis passam uma falsa sensação de segurança, pois podem estourar, se soltar do braço da criança ou virar a qualquer momento;
  • Caso haja parquinhos e brinquedoteca no local, verifique as condições do ambiente e dos brinquedos antes de permitir que a criança brinque nesses espaços. Pergunte também se há monitores nos locais;
  • Para atividades como passeio a cavalo, trilha, rapel, tirolesa etc., informe-se a respeito dos monitores, se são bem capacitados, e dos equipamentos de segurança, se são novos ou estão em bom estado de conservação;
  • Antes de viajar, anote sempre o endereço e telefone do centro médico mais próximo ao local onde você estará hospedado. No exterior, tenha à mão as informações do seguro de viagem e o contato do pediatra do seu filho.

CASA DE AMIGOS OU FAMILIARES😍

  • Redobre a atenção e mantenha a supervisão constante das crianças;
  • Faça uma ronda de segurança por toda a casa e verifique se há objetos ou produtos que possam ser perigosos ao alcance das crianças, como produtos de limpeza e de higiene, remédios, facas, tesouras, botões etc;
  • Cuidado com o possível acesso das crianças às escadas e à piscina;
  • Se o apartamento não tem redes nas janelas e sacadas, considere mantê-las fechadas para não permitir que as crianças se aproximem desses locais;
  • Atenção a cortinas e persianas que podem representar risco de estrangulamento.

EM CASA🏠

  • Realize uma operação “pente fino” em todos os cômodos da casa e verifique se não há nenhum produto ou objeto perigoso ao alcance dos pequenos. Caso encontre, guarde-os em um local seguro imediatamente;
  • Faça uma inspeção em todos os brinquedos das crianças a procura de danos que possam provocar algum ferimento. Veja se há peças pequenas soltas ou prestes a se desprenderem, se há partes quebradas com pontas afiadas ou arestas etc. Caso encontre algum problema, conserte na hora ou retire o brinquedo do alcance das crianças até que ele esteja seguro para ser utilizado;

Fonte: Dr. Origenes J. Capellani (CRM 12564) / Ong Criança Segura

CategorySegurança
Write a comment:

*

Your email address will not be published.

© 2017 - GVY Tecnologia

Website desenvolvido por Sandro Saito        (45) 9 9103-1800